24/11/2013

Índia: 40 dias e mil aventuras!




Passámos um mês e meio na Índia... Sei que seriam precisos mais 3 meses, pelo menos,  para conhecer minimamente este intenso país, com o tamanho de um continente.

Vir da Europa e aterrar em Nova Deli, é no mínimo um choque!  :)
Saímos do “1º mundo” e aterrámos em pleno “3º mundo” numa cidade gigante onde não encontrámos o carisma da cidade de Lisboa, nem o romantismo de Paris, a cultura cosmopolita de Londres ou a animação e arquitetura de Barcelona! 




Uma cidade grande na Índia é o primeiro sítio de onde queremos fugir... São montes de buzinas a funcionar ao mesmo tempo, fumo de escape por todo o lado, milhares de pessoas na rua... 
Esta é a Índia real, crua, suja, pobre e por vezes muito dura, e foi essa que fizemos questão de conhecer... Não quisemos fazer apenas o roteiro turístico, optámos por fazer a nossa própria rota... Confesso que tive alturas em desejei ir para os lugares turísticos, matar saudades do conforto, da comida “no spicy” e das caras ocidentais! Mas depois da segunda semana tudo muda, adaptamo-nos e começamos realmente a aproveitar a cultura, a musica, o cheiro das especiarias... Aceitando a verdade do que É, e valorizando cada experiência e ensinamento. 

O primeiro destino foi Kashmir, logo a seguir aos 2 longos dias em Delhi. Adorámos... é talvez um dos lugares mais mágicos do mundo, a montanha himalaia, o lago e as casinhas flutuantes tornaram aqueles dias maravilhosos e belos!







Depois seguiu-se o 1º filme índiano, uma virtiginosa viagem de carro durante 8 horas a atravessar os himalaias. Imaginem-se dentro de uma caixa de fósforos, numa estrada feita de curvas e contracurvas, com ravinas gigantes, camiões em contramão, e dezenas de homenagens na estrada, com flores, velas e os nomes de quem já perdeu ali a vida... Posso-vos dizer que passei as 8 horas de montanha a falar com todos os meus guias e anjos da guarda, a ver se a coisa corria bem...
Enfim, a esta altura mal imaginávamos que este seria apenas o 1º de vários e hilariantes filmes que vivemos na Índia... desde viagens de 18 horas em autocarros onde nos acomodávamos em cabines fechadas, deitados e aos saltos, porque as estradas  pareciam o terreno lunar, passando por viagens de comboio durante 36 horas, com direito a shows musicais, ladyboys a dar show, e dezenas de indianos deitados em todos os cantinhos possíveis e impossíveis...






Aventura não faltou todos os dias! 


Lugares favoritos... Todos! Uns pela beleza natural, outros pela verdade e autenticidade, e outros ainda pela devoção... Desde Kashmir, às cidades e vilas do Rajastão, o deserto, e a selva de Goa e Kerala... Tudo teve espaço no nosso coração! 


O Rajastão é uma região com uma personalidade muito própria, o deserto é fantástico, as ciganas e as suas danças são fascinantes :) e Pushkar foi onde escolhemos passar mais tempo... 
Uma vila linda, movida pela fé de muitos hindus que vão rezar, banhar-se e fazer oferendas no lago sagrado...



Goa e Kerala foram os estados que visitámos por último, mais a sul, tropicais, um mundo completamente diferente, limpo e onde as influências portuguesas se sentem ainda hoje... As igrejas católicas, as imagens de Jesus e Mãe Maria por todo o lado, os nomes das ruas em português... foi muito engraçado sentir Portugal no outro lado do planeta!
Destacamos Munnar, no estado de Kerala, um lugar mágico, de selva densa, a transbordar de vida e de cheiros maravilhosos vindos das plantações de chá! 

Foi muito rico este tempo por aqui... Aprendemos ainda mais a dar valor ao nosso pequeno paraíso português...
 Um país onde podemos viver com ordem, sem conflitos ou guerras, sem catástrofes naturais, com uma enorme diversidade de cultura, gastronomia e paisagens... Onde temos um sistema de saúde e educação, que, embora com falhas, funciona e apoia-nos... Enfim... Portugal é abençoado em todos os aspetos e nós sentimo-nos imensamente gratos por saber-mos isso!

Mas da Índia levamos muito boas recordações... muita beleza natural, desde a montanha à selva, muitas pessoas genuínas que nos ensinaram a ser mais humildes e gratos, melhores pessoas... 
Levamos também muitas aventuras, muitas noites mal dormidas... 
A medicina ayurvedica, a sabedoria espiritual, a beleza das vestes femininas, a fé inabalável, as especiarias, perfumes, amigos mochileiros, sorrisos de crianças... um mundo de cores e emoções...

<3